dia 27/ago

sábado, 21h

SALA DE EXPOSIÇÕES DO MARCO

Corpos Farpados

Cia do Mato | MS

 

Trata-se de um trabalho que renasce na Cia., proporcionando o contato com um universo de limites e fronteiras, que foram estabelecidos pelos próprios intérpretes ao longo do processo.

Desta forma se propôs uma imersão no consciente, revelando a inconsciente complexidade humana. Em uma investigação da expressão da identidade do indivíduo no movimento, provocando questionamentos sobre nossas percepções de mundo, escolhas, ações e suas consequências.

E assim Corpos Farpados leva para cena uma obra envolvente que aproxima intérpretes e espectadores. Diante de reflexões sobre a forma pela qual cada um de nós se move e a expressão do mundo que se percebe.

 

 

Ficha Técnica

 

Direção artística: Chico Neller

Iluminação: Espedito di Montebranco

Figurino: Jane Rosa

Fotografia: Ederson Almeida

Dinâmicas de arteterapia para o processo de pesquisa dos intérpretes/criadores: Lucimeire Freitas

Produção: Debora Higa

Elenco: Ana Carolina Brindarolli, Debora Higa, Halisson Nunes, Leonardo Borges, Nathalia Sposito, Paulo Henrique Oliveira, Tanara Maciel, Tayla Borges.

Sobre a Cia do Mato

 

Criada em 1999 por Chico Neller e Diógenes Antônio, a Cia do Mato produz dança contemporânea e busca a descoberta de sua expressão de forma autêntica, poética e reflexiva. Já participou de diversos eventos culturais como Festival Dança3, Festival América do Sul, Festival de Inverno de Bonito, Semana Pra Dança, além de receber diversos prêmios no Festival de Dança de Joinville.