dia 28/ago

domingo, 17h

PISTA DE SKATE DO PARQUE DAS NAÇÕES INDÍGENAS

Matiilha

Expressão de Rua | MS

 

Em “Matiilha”, a humanidade do olhar ganha outras dimensões. São bichos ferozes, ameaçadores e também cães desamparados pedindo abrigo. A coletividade é importante, não existe desconexão. A diferença não exclui. É uma diferença valorizada e disputada pelo grupo. Há um revezamento, mas não um equilíbrio. Há provocação, sentimento de alerta, possiblidade de surpresas.

 

 

Ficha Técnica

 

Direção: Marcos Mattos

Iluminação: Camila Jordão

Intérpretes-criadores: Irineu Ruach, Jackeline Mourão, Reginaldo Borges, Thiago Mendes, Roger Pacheco

 

Sobre o Expressão de Rua

 

O Grupo Expressão de Rua nasceu em 2003 dentro do Projeto “Arte sim, violência Não”, uma parceria entre FUNDAC e alguns outros grupos de dança de rua da cidade. O Grupo expressão de rua surgiu com o intuito de ser uma ferramenta para ocupar o tempo ocioso dos jovens do bairro Itamaracá, bairro periférico de Campo Grande, onde o índice de violência e drogas era altíssimo.

Com o passar dos anos o grupo foi tomando outra proporção, conquistando outros adeptos e o interesse pela dança de rua foi aumentando. Com cinco anos o projeto atendeu aproximadamente 500 alunos. E então o grupo foi tomando outra proporção, conquistando outros adeptos, o interesse pela dança de rua foi aumentando e também tomando outros grupos, já que alguns projetos deixam de acontecer pelo simples fato de um partido não querer dar continuidade ao trabalho do outro.

Com isso o Grupo Expressão de Rua passou a fazer parte das atividades da Casa de Arte Dançurbana, ensaiando em um espaço melhor, em sala com espelho, um som apropriado e com melhores condições para desenvolver o trabalho.